Dicas

Qual o tipo de saia que mais combina com o seu corpo

27, janeiro

Saia é uma das peças mais femininas que existem. Mas cada uma tem sua peculiaridade, e é preciso conhecê-la para saber se ela combina com você, e principalmente com seu formato de corpo.

Segue alguns dos principais modelos que vemos na moda ultimamente, segundo Isabella Fiorentino:

 

Saia plissada

O tecido deste tipo de saia possui um efeito semelhante ao de uma sanfona, pelo fato de receber diversas dobraduras, aplicadas no próprio tecido. Ideal para as mulheres magras, pois tende a aumentar a silhueta.

 

Saia de pregas

Diferente da plissada, as pregas são feitas no momento da costura das peças e reforçadas posteriormente. As saias de pregas aparecem muito em filmes americanos e foram utilizadas como uniformes de escola, dando um ar fetichista à peça. Remetem a um visual mais “menina” – por isso, estão restritas a mulheres mais jovens.

 

Saia godê

Essa saia é típica dos anos 1950 e 1980 e, nos dias de hoje, é sinônimo de romantismo e feminilidade. Caracteriza-se por ser bem rodada e solta, dando movimento ao visual, e por marcar a região da cintura. Use com blusas mais secas, já que elas aumentam a região dos quadris.

 

Saia drapeada

Possui como característica o efeito “enrugado” do tecido, e fica bem ajustada ao corpo. Pessoas que estejam um pouco mais cheinhas devem tomar cuidado com o volume que o drapeado dá à silhueta.

 

Saia de babado

Esse tipo de peça pode possuir diferentes tipos de babados – regulares, irregulares,  em camadas, com textura ou em rufos, que podem aparecer em toda a saia ou apenas em áreas localizadas, como na barra. Adiciona mais volume à silhueta; por isso, não é o modelo mais indicado para as cheinhas.

 

Saia evasê

Também conhecida como “saia em A”, essa peça tem uma modelagem que começa justa na região da cintura e se alarga na parte inferior, que geralmente chega até a altura dos joelhos. O modelo é ícone de vanguarda – surgiu na década de 1960 – e pode ser amplamente utilizado tanto por mulheres mais novas como por senhoras, modernas e conservadoras.

 

Saia longa

Pode ser usada por todas as mulheres: para as mais altas e magras o melhor são os modelos estampados e volumosos. Já as mais baixas e com quadril avantajado devem usar modelos mais fluidos, sem drapeado ou franzido e em cor escura. Aposte nas de cintura mais alta, com blusa por dentro e casaquinho ou jaqueta mais curta: isso alonga a silhueta.

 

Minissaia

A mais sensual de todas as saias é indicada para mulheres que têm as pernas bem delineadas, já que as evidencia.

 

Saia reta

O tamanho da região da cintura não difere tanto do tamanho da barra. Esse tipo de saia é o mais básico de todos e, por isso, ideal para ser usado com tops mais volumosos e chamativos. Não é um modelo aconselhável para quem tem o corpo mais quadrado, pois não dá o devido destaque à região da cintura.

 

Saia tulipa

Tem a barra mais estreita e ajustada ao corpo, e o volume fica na parte superior da saia. É o modelo ideal para mulheres altas e bem magras, que querem aparentar ter medidas extras no quadril e no bumbum, pois é justamente esta a impressão que a saia dá. Caso contrário, é melhor fugir da modelagem, que só tende a desfavorecer quem já tem quadril e bumbum avantajados por natureza!

 

Saia lápis

É aquela famosa saia de executiva… Justa no corpo, afunila desde a cintura até as coxas e costuma cair muito bem em corpos proporcionais (tipo ampulheta) ou em mulheres magras. Mas se o quadril for largo demais, a saia corre o risco de ficar enrugando nesta área e subindo cada vez mais ao andar, gerando um enorme incômodo.

 

Midi

Seu comprimento fica entre quatro dedos abaixo do joelho. Os modelos mais vistos atualmente são o godê e o evasê (em A), acinturados e fluidos. O godê, por ser bem rodadinho, confere uma aparência retrô, que remete aos anos 1950, época da qual o midi foi emprestado. Mas ainda dentro da tendência atual é bem comum ver midis mais afunilados, muitas vezes totalmente grudados ao corpo. As baixinhas devem tomar cuidado, pois seu comprimento achata a silhueta.